- Just realizing…

Por mais que eu fique pensando onde foi que eu errei ou em que parte da história eu poderia ter agido de um outro jeito pra que isso não acabasse assim, não adianta, eu preciso entender: não é minha culpa, as coisas apenas são como são. Não tem muita explicação.
Gostar de alguém não é, nunca foi e acho que nunca será um indicativo de que haverá reciprocidade. Você pode mudar pela pessoa, pode dar tudo de si por ela, pode fazer o que achar que pode fazer, mas não vai mudar o que ela sente. Quem gosta da gente, gosta pelo o que somos e não precisamos dar tudo de nós para sermos aceitos. Ser quem somos de verdade é o que deve bastar.
Eu não errei em nada. Pelo contrário, eu acertei em cheio em todas as vezes em que fui sincera em minhas palavras, em que fui atenta ao ouvir e seguir tudo o que meu coração dizia, ao abraçar você, ao beijar você, ao tentar com você. Mesmo que não tenha dado certo, mesmo que agora eu siga aqui com todas essas lembranças e essa saudade, eu acertei ao dar uma chance pra algo que muitos teriam medo de arriscar: o amor.
Mesmo que tenha dado em nada, não ter tentando é um arrependimento com o qual eu não terei de lidar.

- Yours To Hold…

Certa vez li uma crônica que dizia que a decepção não deveria nos proporcionar tristezas mas, sim, um sentimento de desprezo por quem nos decepcionou, pois esta é um privilégio, uma vez que ela determina quem é quem em nossas vidas.
É como se fosse a vida mandando sinais e giving you a chance de ver quem realmente merece estar ao nosso lado.

E eu concordo. Porém, devo acrescentar que é muito difícil não ficar triste diante de alguma decepção; ainda mais quando vem de alguém em  quem confiávamos muito.

A verdade é que, infelizmente, devemos esperar o mínimo das pessoas para que, de quando em quando, possamos nos surpreender, pois quando esperamos demais de alguém, a decepção é certeira.

Eu sempre desejei nunca ser alguém que se fecharia para as pessoas, que se afastaria delas, que reprimiria suas reais vontades por medo de se machucar, mas hoje aprendi que é inevitável que isso aconteça. E não é que eu nunca mais vá confiar em ninguém, apenas tenho tido mais cuidado com o que falo e com as expectativas que deposito.

Hoje, o menino com quem estou ficando me disse que nunca sou carinhosa com ele. Isso fez com que passasse um filme na minha cabeça e eu simplesmente não consegui dizer para ele o porquê disso.

Sei que posso me abrir aqui e realmente é muito mais fácil, já que não preciso olhar nos olhos de ninguém e já que ninguém realmente se presta para ler.

Mas, a realidade é que eu realmente gosto desse cara com quem estou ficando no momento e sei que ele não gosta de mim o tanto quanto gosto dele – sinceramente aprecio o fato de ele ser tão sincero comigo nesse aspecto -, e acho que, se hoje não consigo transmitir todo o carinho que eu tenho para dar para ele, é por um único motivo: tenho medo! Sei que dentro de mim existe carinho demais para dar, mas temo que eu lance para ele todo esse carinho e, no fim, isso não seja o suficiente para entrar dentro do coração dele. Já tive decepções desse tipo e acho que essa minha atitude é algum tipo de defesa do meu inconsciente…

Sinto que enquanto ele não demostra sentir algo real por mim, eu devo tentar me manter um pouco distante para enfraquecer o que sinto; tentar equiparar esse meu gostar com o dele. E se alguém me perguntar se isso é eficiente, eu digo que eu realmente não sei. Apenas não tenho muitas opções.

Dizem que quando não temos nada, não temos nada a perder, mas esse não é o caso. Não posso simplesmente agir com ele como eu realmente quero poder estar agindo pra logo mais ele chegar e me dizer que eu sou uma garota incrível, que qualquer cara teria sorte em me ter, mas que não está dando certo. Sei que isso pode acontecer a qualquer momento do jeito que eu acho que ele se sente em relação à nós. E não o culpo. Nem tem como culpar.

Ele passou por muita coisa, tal como eu. Tem medo, quer liberdade, conhecer pessoas novas, diz que a vida dele está perfeita da forma como está agora…
Eu não posso fazer nada em relação a isso.

Não posso dizer que ele é um idiota. Ele é totalmente o contrário disso.

E eu sei que se isso não der certo, eu vou ficar chateada, vou chorar por um tempo quando lembrar dele, mas vai passar. Assim como todas as outras vezes passaram, essa também vai. E eu vou conhecer alguém por quem eu talvez vá me apaixonar e que pode dar certo e vou ser feliz.
Mas enquanto isso não acontece, eu fico aqui desejando que seja ele o cara certo pra mim porque eu sei que posso ser a garota certa para ele.

Sem decepções!

- when all my emotions go wild…

Dentro de mim segue uma dura e incansável batalha: meu coração me diz que devo ficar ao teu lado independente do que possa acontecer entre a gente, enquanto a minha razão diz que devo me afastar, pelo bem do meu emocional, por saber que as chances de isso tudo dar errado são mais altas do que o meu coração queira admitir.
E eu não sei o que fazer, afinal, qual lado seguir? Que decisão tomar?
Quando tu não estás por perto é tão fácil cogitar seguir a razão; mas é só te ver para balançar todo o meu mundo no mesmo segundo; pra perceber que seguir a razão pode doer tanto quanto te ter e te perder…
Então qual o sentido disso tudo se, no final, é em ti que eu penso?  Se, no final, é contigo que eu realmente quero ficar?  Se, no final do dia é só contigo que eu quero falar pra fazer todo o meu dia valer a pena? Qual o sentido de deixar isso passar sem sequer tentar?
Tenho medo que seja tarde demais, agora que tu já sabe tudo o que eu sinto por ti de verdade, agora que está tudo tão claro na nossa frente…
Tenho medo de te perder, um medo que eu não queria ter, mas o que é que eu poderia fazer? Tu simplesmente apareceu e mudou tudo em mim da noite pro dia. E  não consegui evitar porque eu nem sequer percebi isso acontecer…
E agora eu simplesmente não sei o que fazer. Me assusta pensar tudo o que tu pode me dizer sobre isso…
Mas, independente do que vá acontecer entre a gente a partir de agora, eu te prometo que eu vou estar sempre aqui por ti e nunca vou me cansar de te dizer isso, e hoje essa é a coisa mais sincera que eu posso te dizer.

Sempre estarei aqui por ti.
Sempre!

- if only you knew…

Sinto falta daquilo que não fomos. Daquilo que poderíamos ter sido se você pelo menos tivesse dado a chance de tentar deixar tudo acontecer.
Você sabe que eu não te culpo por nada disso, pois eu também já sofri tanto por amor e sei o que é ter medo.

Mas queria tanto que você soubesse o quanto é real o que eu sinto quando penso em ti, quando te vejo, quando lembro dos momentos que passei contigo.
Por mais que eu tente esquecer e fingir que realmente não me importo com nada, não adianta: eu me importo e tudo sobre você me atrai.

Se você tivesse pelo menos dado uma chance pra isso correr, eu teria tentado ser o melhor de mim pra você. Aquela pessoa que faria tudo só pra colocar um sorriso no seu rosto. O sorriso mais lindo e mais sincero.

A verdade é essa: nunca vou conseguir te dizer todas essas palavras porque não faz sentido dizer… E  o que me faz pensar, em primeiro lugar, que você iria querer saber? Que isso mudaria alguma coisa na sua vida?

Enquanto a força do tempo vai nos separando cada vez mais, eu sigo aqui te observando de longe – cuidando de ti, de alguma forma -, pensando que se qualquer coisa acontecer, eu vou estar aqui por você.

Ainda que você nem ao menos saiba disso agora: eu estou bem aqui

- where do you go when you’re lonely?

Eu apenas… Eu estou tão cansada de todo mundo partir, sabe?

As pessoas têm um caráter tão repentino: repentinamente chegam, repentinamente se vão; repentinamente te amam, repentinamente soltam a sua mão e tudo muda. E você tem apenas que aceitar, pois a vida é assim: uma eterna sequência de casos efêmeros. Nada é para sempre – e saber disso dói quando se trata de quem nos faz bem.

Por algum tempo me perguntei até onde irei continuar acreditando que existe alguém por quem realmente vale a pena sentir alguma coisa. E concluí que não existe uma resposta para isso. Nunca vou saber se as pessoas são totalmente dignas da minha confiança e dos meus sentimentos, mas eu preciso sentir. Compartilhar todo esse amor que eu tenho comigo. Amar. Mesmo sem a certeza de ser amada de volta – não posso contar cem por cento com isso.
Não se trata de valer ou não a pena, se trata de tentar ser feliz.

Eu só não sei se consigo. Já tentei tantas vezes e me sinto tão cansada de me decepcionar que tem sido cada vez mais difícil não me afastar de alguém a cada vez que sinto algo mais forte. É o medo de ver tudo dando errado que bate em mim. Pois, na verdade, todas as vezes que realmente senti algo por alguém, eu sofri. E fiquei insegura desde então. Como se eu não fosse boa o suficiente, bonita o suficiente, interessante o suficiente. E é isso que eu não quero sentir.

Quero pensar que eu sou uma pessoa pela qual vale a pena alguém lutar para ter ao lado, pois eu me esforço para ser alguém assim. Me esforço para ser alguém que vai encontrar alguém que não quebrará mais o seu coração. Que não vai precisar ver quem ama partir mais uma vez.

Quero ser alguém importante o suficiente para fazer outro alguém ficar.

Só isso…

- You’re my best…

A vida sempre me mostrou o caminho da tua companhia em todas as vezes em que eu me senti mal; em que meu coração foi partido; em que eu achei que deveria desistir de tudo, virar uma indigente, porque era simplesmente muito difícil resolver as coisas…
Você se lembra de todas as vezes em que eu chorei e que você me abraçou, me aconselhou e que mesmo quando estava distante demais para me segurar, não me deixou cair? Você sempre conseguiu e isso sempre fez de você o meu MELHOR amigo. Sempre!
Hoje somente é tão difícil guardar certas coisas de você só para não te magoar.
Pois eu sei que é difícil pra você. Mas não deveria ser assim…
Eu nunca quis ser aquela que quebraria o seu coração.  Eu juro!
Acredita: eu daria qualquer coisa para sentir o mesmo por você – qualquer coisa – mas não posso e eu sinto muito por isso.
Não posso simplesmente escolher.
Ah, se fosse assim tão fácil, todo mundo sempre seria feliz, não é?
Tudo o que eu posso te dizer é que você é o meu MELHOR amigo e que você nem imagina o quanto eu me importo com você…
Você sabe tudo sobre mim, quase me conhece melhor do que eu mesma…
Entende? Eu não quero/não posso te deixar pra baixo…
Não quero ser responsável por isso…
Não posso sequer sorrir se você estiver triste…
Me desculpa por não poder fazer por você o mesmo que você sempre fez para mim; ainda que eu tente; ainda que seja o que eu mais quero: tua felicidade.
A nossa amizade é verdadeira – nunca duvide disso.
Mas não posso ser mais do que isso. Você sabe.

Não dá.

  I’m sorry. 

I dare you to move…


Seque suas lágrimas. Desfaça-se deste aperto no peito. Saia da inércia.
Lembre-se de não esperar demais das pessoas. Isto sempre dói no fim.
Viva sua vida como se você fosse a única pessoa que importa nesse mundo – mas lembre-se também de que você não é. Apenas cuide de você.
Não tome atitudes defensivas. Não pense que virar uma pessoa fria, livrará você de se magoar novamente. A vida não é tão simples assim.
A frieza pode afastar alguém que realmente quer o seu bem. A dica é apenas não confiar demais. Reserve-se um pouco. Só um pouco. Não queira ser um grande mistério: isso cansa.

I dare you to lift yourself up off the floor…

Esqueça toda essa tristeza. Dê um passo a frente hoje. Amanhã não, hoje!
Não tente ser nada mais além do que você realmente é. Sorria para você mesma. Sinta-se bem com a sua própria companhia. Esqueça os problemas e pense nas perspectivas do futuro. Encontre o que você quer: corra atrás.
Faça por você o que ninguém mais irá fazer: viver a sua vida em paz.
Vamos, levante-se! Coloque a roupa que você mais gosta e saia.
Sinta a intensidade das pequenas coisas, pois estas são sempre as melhores.
O vento batendo no rosto, as 24 horas do dia, o saber-se livre e a noção de que nada pode perturbar o seu humor sem a sua permissão.

- Welcome to resistance, redemption is here…

Todo es nada hoy…

Tudo mudou desde que você me disse o que eu não queria ouvir.
“Não faz sentido”, eu pensei ao ouvir você dizer que não há nada entre nós.
Nunca pensei que ouviria você dizer algo parecido; no meu pensamento, o que tínhamos era mágico, era para sempre, pois isso sim te ouvi dizer.
E eu me deixei enganar mais uma vez. Depois de tantas! Me deixei enganar!
Como você pôde deixar isso acontecer? Como pôde me deixar acreditar?
Pois você sabia que eu acreditava e que isso iria acontecer… Mas não se importou!
É interessante como quem ama não tem capacidade de querer enxergar…
O tempo todo estava na minha frente: tuas atitudes comigo nunca foram atitudes de alguém que se importa. Por que eu não via isso?
É difícil explicar o quanto é difícil aceitar que a única coisa em que eu acreditei, durante quase cinco anos, não é nada do que eu pensava.
Na minha fantasia, nós éramos o tipo de pessoas que precisavam se encontrar; que ainda não era o nosso momento, mas que, um dia, tudo daria certo entre a gente.
Me enganei de verdade!
Tudo o que tínhamos reduziu-se à lembrança para mim e a nada para você, pois duvido que sequer pense em mim…
Todos os planos que montei, dentro da minha cabeça – os passeios de mãos dadas, as noites de final de semana, deitados na cama, assistindo algum filme ou fazendo amor -, todos se foram, como mágica!
Todas vezes em que te olhava de longe e pensava que você sentia o mesmo, eram mentiras, pois você não sentia nada. Agora só posso dizer que você tinha razão ao dizer: contigo eu só me machuco. Apenas não consigo entender por que não consigo deixar de te amar.

  “Todo no fue suficiente, me mata perderte
Quisiera arrancarme el dolor…
Pero mi corazón arrogante se niega a escucharte
No quiero aceptar tu adiós…
Como fuego en el tormenta: se apago tu amor…
Todo no fue suficiente, todo es nada hoy…”

O Estado da Saudade

Saudade: sete letras, quatro vogais, três consoantes, substantivo feminino comum.

Mas não é só. É muito mais. A saudade é um estado constante e não há ninguém que seja imune a ele.

Ele provem do pesar sentido devido à ausência de pessoas que são especiais de alguma forma na nossa vida. Pode provir até mesmo de coisas que nunca existiram, que idealizamos, que tentamos trazer para a realidade sem obter êxito; é assim que se sentem as pessoas que enfrentam uma separação matrimonial, saem achando que conheciam uma pessoa durante quase uma vida inteira e quando percebem que é diferente, que era tudo idealização, acabam sentindo saudades daquilo que achavam ser real – e aí se vê que o abstrato das relações nem sempre é só o sentimento.

Mas a saudade é um bicho triste que aperta o peito mesmo. Nos faz olhar álbuns de fotografias para lembrar velhos familiares que não estão mais entre nós ou que por qualquer outro motivo estão distantes; nos faz querer voltar para lugares que marcaram nossa vida de alguma forma, como a cidade em que nascemos ou a escola em que estudamos; nos faz, ora derrubar lágrimas discretas, ora cair no choro, ora sorrir em paz…

É aquilo que não se vê, é quase o estado natural da gente, sentimos falta de pessoas e de épocas a todo instante: do tempo que os preços eram mais baixos, que andar na rua à noite não era assim tão perigoso, que vendiam goiabada-cascão, que passava o programa do Chacrinha, que se ouvia O Balão Mágico, e por aí vai…

Suas sete letras não dão conta do significado que esta palavra carrega; é classificada como substantivo feminino, mas também afeta os homens; tem apenas três sílabas mas sua intensidade dentro do coração de uma pessoa é imensurável.

Porém, se existe uma coisa na saudade que eu realmente gosto, eu diria que é o fato de que ela define quem realmente é importante na nossa vida. Às vezes sentimos falta de pessoas que nunca imaginaríamos que sentiríamos, pois até ali não tínhamos ideia do quanto ela representava na nossa vida.

E não há como fugir. Se sente e pronto. Não tem como negar, renunciar ou mandar embora a saudade. Ela fica porque quer; porque faz parte de nós e nos mostra por quem ou pelo o quê é que vale a pena lutar.

Não importa seu número de letras, o que importa é o que verdadeiramente ela nos causa e o que fazemos a respeito dela. Pois a saudade é isso: um sinalzinho de alerta que nosso coração toca sempre que algo precisa voltar para perto da gente.

Calendário

novembro 2014
S T Q Q S S D
« out    
 12
3456789
10111213141516
17181920212223
24252627282930

Meu Twitter #}~

  • GTA 5: foda! 1 year ago
  • Por que o homem tem que queimar a madeira? Besteira atrai besteira e nos faz tanto mal... 1 year ago
  • estudo numa das melhores federais do país e tô colocando fora... pra quê? 1 year ago
  • qual a porra do meu problema ? 1 year ago
  • pra mim chega, sabe? eu não mereço isso! não mesmo... 1 year ago
Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.