– Just realizing…

Por mais que eu fique pensando onde foi que eu errei ou em que parte da história eu poderia ter agido de um outro jeito pra que isso não acabasse assim, não adianta, eu preciso entender: não é minha culpa, as coisas apenas são como são. Não tem muita explicação.
Gostar de alguém não é, nunca foi e acho que nunca será um indicativo de que haverá reciprocidade. Você pode mudar pela pessoa, pode dar tudo de si por ela, pode fazer o que achar que pode fazer, mas não vai mudar o que ela sente. Quem gosta da gente, gosta pelo o que somos e não precisamos dar tudo de nós para sermos aceitos. Ser quem somos de verdade é o que deve bastar.
Eu não errei em nada. Pelo contrário, eu acertei em cheio em todas as vezes em que fui sincera em minhas palavras, em que fui atenta ao ouvir e seguir tudo o que meu coração dizia, ao abraçar você, ao beijar você, ao tentar com você. Mesmo que não tenha dado certo, mesmo que agora eu siga aqui com todas essas lembranças e essa saudade, eu acertei ao dar uma chance pra algo que muitos teriam medo de arriscar: o amor.
Mesmo que tenha dado em nada, não ter tentando é um arrependimento com o qual eu não terei de lidar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Calendário

outubro 2012
S T Q Q S S D
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Meu Twitter #}~

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: