– Yours To Hold…

Certa vez li uma crônica que dizia que a decepção não deveria nos proporcionar tristezas mas, sim, um sentimento de desprezo por quem nos decepcionou, pois esta é um privilégio, uma vez que ela determina quem é quem em nossas vidas.
É como se fosse a vida mandando sinais e giving you a chance de ver quem realmente merece estar ao nosso lado.

E eu concordo. Porém, devo acrescentar que é muito difícil não ficar triste diante de alguma decepção; ainda mais quando vem de alguém em  quem confiávamos muito.

A verdade é que, infelizmente, devemos esperar o mínimo das pessoas para que, de quando em quando, possamos nos surpreender, pois quando esperamos demais de alguém, a decepção é certeira.

Eu sempre desejei nunca ser alguém que se fecharia para as pessoas, que se afastaria delas, que reprimiria suas reais vontades por medo de se machucar, mas hoje aprendi que é inevitável que isso aconteça. E não é que eu nunca mais vá confiar em ninguém, apenas tenho tido mais cuidado com o que falo e com as expectativas que deposito.

Hoje, o menino com quem estou ficando me disse que nunca sou carinhosa com ele. Isso fez com que passasse um filme na minha cabeça e eu simplesmente não consegui dizer para ele o porquê disso.

Sei que posso me abrir aqui e realmente é muito mais fácil, já que não preciso olhar nos olhos de ninguém e já que ninguém realmente se presta para ler.

Mas, a realidade é que eu realmente gosto desse cara com quem estou ficando no momento e sei que ele não gosta de mim o tanto quanto gosto dele – sinceramente aprecio o fato de ele ser tão sincero comigo nesse aspecto -, e acho que, se hoje não consigo transmitir todo o carinho que eu tenho para dar para ele, é por um único motivo: tenho medo! Sei que dentro de mim existe carinho demais para dar, mas temo que eu lance para ele todo esse carinho e, no fim, isso não seja o suficiente para entrar dentro do coração dele. Já tive decepções desse tipo e acho que essa minha atitude é algum tipo de defesa do meu inconsciente…

Sinto que enquanto ele não demostra sentir algo real por mim, eu devo tentar me manter um pouco distante para enfraquecer o que sinto; tentar equiparar esse meu gostar com o dele. E se alguém me perguntar se isso é eficiente, eu digo que eu realmente não sei. Apenas não tenho muitas opções.

Dizem que quando não temos nada, não temos nada a perder, mas esse não é o caso. Não posso simplesmente agir com ele como eu realmente quero poder estar agindo pra logo mais ele chegar e me dizer que eu sou uma garota incrível, que qualquer cara teria sorte em me ter, mas que não está dando certo. Sei que isso pode acontecer a qualquer momento do jeito que eu acho que ele se sente em relação à nós. E não o culpo. Nem tem como culpar.

Ele passou por muita coisa, tal como eu. Tem medo, quer liberdade, conhecer pessoas novas, diz que a vida dele está perfeita da forma como está agora…
Eu não posso fazer nada em relação a isso.

Não posso dizer que ele é um idiota. Ele é totalmente o contrário disso.

E eu sei que se isso não der certo, eu vou ficar chateada, vou chorar por um tempo quando lembrar dele, mas vai passar. Assim como todas as outras vezes passaram, essa também vai. E eu vou conhecer alguém por quem eu talvez vá me apaixonar e que pode dar certo e vou ser feliz.
Mas enquanto isso não acontece, eu fico aqui desejando que seja ele o cara certo pra mim porque eu sei que posso ser a garota certa para ele.

Sem decepções!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Calendário

outubro 2012
S T Q Q S S D
« set    
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Meu Twitter #}~

%d blogueiros gostam disto: