Intransitividade…

Quando você estiver pronto, me encontre.
E leve o tempo que quiser. Não há pressa!
Somos jovens. Podemos fazer tudo o que temos de fazer.
Mas não tenha tanta calma e não acredite tanto quando peço para não correres, pois é só uma máscara que uso para não te pressionar. Pois, na verdade, te quero agora e não sei lidar com a espera.
Esperar: é verbo intransitivo, quase não há o que se fazer com ele a não ser dizer “eu espero”; “estou esperando”; “vou esperar”.
Mas a pergunta aqui é “você vem?” – mais um caso intransitivo – e é simples se você apenas dizer “eu venho”. Vamos, me faça feliz.
Não precisa de muito esforço, me ouça, ei, escute o que eu digo…
Tudo o que eu tenho feito não terá valido o esforço se eu não puder ficar contigo.
Ei, entenda: mantenha-se pensando em mim porque o meu pensamento não sabe pensar outra coisa, senão em você.
Porque tudo o que vivemos e tudo o que me disse, hoje incide sobre mim.
Como poderia de alguma forma esquecer você assim? Se não houve fim…
Te espero ainda que não saiba esperar, te quero ainda que não queira te querer e o pior: faço isso mesmo sabendo que tu não dá sinais de quem irá, um dia, voltar; permanecer.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Calendário

agosto 2011
S T Q Q S S D
« jul   mar »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Meu Twitter #}~

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: