– É medo de amar?

Nada falas, nada demonstras, mas tudo diz o teu semblante
Por que é que te escondes quando não há nada a se temer?
Quem foi que disse que o impossível não pode acontecer?
Desfaça-se da saudade – volta! – criamos tantas inverdades…
E ousamos acreditar…
Oprimimos a voz do coração por medo de escutar.
Desviamos o olhar um do outro por medo de se entregar.
E não sabemos o quanto perdemos por não aceitar
Por desejar tanto a liberdade a ponto de não querer amar
Pensamento digno dos errantes!
Pois o amor verdadeiro é aquele que liberta, não prende.
O medo é só uma questão a ser anulada.
Você me julga ser tão precipitada, sempre tão a frente…
Mas se minhas palavras nada dizem, nada dirá também o tempo que, com o tempo, só separa a gente…

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Calendário

junho 2011
S T Q Q S S D
« abr   jul »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Meu Twitter #}~

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: