Se na minha estrada tu já não andas e no meu quarto também não estás; se é só na minha memória que vejo o teu rosto, que sentido há de ter este meu querer?
Se já nos olhos tu não mais me olhas e, quando olhas, não mostras desejo, qual efeito teria, então, o meu beijo se não for combinado com o teu?
Se ages como se eu não fosse alguém que já te fez sorrir, alguém que, mal sabes tu, pensa em ti ao invés de dormir, todas as noites. Sonhando acordada com um tempo que já passou, às vezes tentando adivinhar se fui eu ou foi o tempo que parou ao te ouvir dizer que já me esqueceu.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Calendário

julho 2010
S T Q Q S S D
« jun   set »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Meu Twitter #}~

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

%d blogueiros gostam disto: